kaLeIdOsCoPe

BLueSouL
Ad 2:
2003-02-21 11:53:36 (UTC)

all moanday,tearday,waislday,thumpsday,frightday,shatterday

20 de fevereiro de 2003

querida deia.
faz hoje 3 semanas que aconteceu aquilo com o fábio.
e como´já seria de esperar,vi-o quando fui com a minha irmã
acompanhar a madrinha dela(irmã mais nova da minha mãe) à
estação.ela podia ter jantado cá em casa..mas duvido que
depois o meu excelentíssimo pai a fosse levar a casa de
carro...mesmo estando ela grávida...
enfim...
quando estávamos a voltar para casa já eram 19:30...e como
é óbvio fomos pelo caminho de casa dele...eu queria e não
queria vê-lo...não sei.após termos falado ao telefone
naquele dia em que fui ao médico...fiquei ainda mais
confusa...
ah...ainda não te contei isto...mas conheci uma pessoa..e
apaixonei-me por ela de um dia para o outro...pensei"é
desta que eu vivo feliz para sempre..."...mas claro que
estava errada.
como tu dizes..a minha vida dava um livro...
só eu para me apaixonar por uma pessoa só por falar com ela
ao telefone...
ele tem 33 anos e tava a divorciar-se da mulher(irónico
como ao fim e ao cabo eu sou tão parecida com a guizos..mas
a história dela acabou por correr bem...)...
enfim...
acho que comecei a amá-lo e ele a mim.
mas sabes como eu sou.
e a vida que eu tenho.
acabei com ele após 1 semana de namoro e de horas e hora ao
telefone e após ele me ter levado a almoçar fora no dia do
namorados(dia k ODEIO)...
cruel?talvez..
mas pior teria sido deixá-lo pensar que eu lutaria por
ele...eu?gisela casimiro?filha de quem sou?
com os meus problemas?
don't think so
e para alem disso sabes que tenho um lado muito negro...e
estou constantemente a ficar deprimida...
ele não conseguiu ver para além do que eu mostro
normalmente a todas as pessoas...
acho que somos mt diferentes.
ele é demasiado normal para mim,para me entender,embora
tenha tentado.
sei lá...
algo dentro de mim me dizia que estava para acontecer
alguma coisa..e para tal eu precisava de ficar só..livre...
entao terminei.
mais uma das minhas estúpidas coincidÊncias...nesse dia a
minha mãe chega a casa e diz que alguém lhe foi contar que
tenho namorado...alguém que supostamente me viu perto da
nossa antiga escola...não sei se alguém me confundiu ou se
a minha mãe é que inventou isso...
acho que ela tá a ficar paranóica...até já sonha que estou
grávida...
e a cada dia que passa me pergunta se tenho namorado...dá
para acreditar?
eu não sei se alguma vez me vou habituar a este mundo louco
em que vivo e com o qual sou obrigada a lidar...mas
também...não conheço ninguém que tenha vindo cá parar por
vontade própria...
enfim mas chega de devaneios...
quando estávamos a passar por casa dele (já estava
escuro...)
aparece-me ele..de sweat e jeans...eu parecia estar a ver
tudo desfocado..disse para a carla..diz-me que não é
ele...não é ele...
mas era
olhámos um para o outro
e ele balbuciou algo tipo...tás boa?
e eu só disse o...l..á...tao baixo que nem sei se ele
ouviu...
comentário da minha irmã...nem pareciam vocês e sim dois
estranhos...
e tem razão...
quem é este rapaz andreia?
não pode ser o meu fábio...não pode ser a única pessoa que
eu amei nesta vida...e pela qual fiz tudo o que podia e
sabia..talvez não tenha sido suficiente..talvez talvez
talvez...bah!!!farta disto!quero saber..quero factos
concretos...estou cansada de não poder definir a minha
relação com ele...porque é que ele continua a cruzar-se no
meu caminho?já nem sei se o amo...não sei o que ele pensa
ou sente...não sei de nada...N.A.D.A...e odeio isso...a
minha vontade era obrigá-lo a responder às minhas
perguntas...nem que para isso tivesse de lhe bater...dá-me
uma raiva tao grande disto!
fico tao furiosa que só me apetece gritar...
estou cansada
dei-lhe tudo o que poderia dar...e mesmo assim às vezes
ainda acredito que fomos feitos um para o outro...
e o que me faz sofrer ainda mais...é a memória de tudo o
que já aconteceu entre nós...desde aquela 1ª conversa a
sério...em que eu descobri que éramos mesmo mesmo mesmo
parecidos...até ontem...
engraçado como a minha mãe sempre achava que éramos
namorados...quem me dera!
ou melhor...
nem sei se quereria...agora...
só sei que naquele dia senti uma felicidade tao
grande...tanto medo e tanta incredibilidade...e depois ver
um sonho a realizar-se...
sonho que logo se esfumou...
e o pior é que não consigo odiá-lo...
nunca hei-de ser capaz de não lhe perdoar...
ele ainda é parte de mim...e nunca deixará de o ser...
queria telefonar para ele mas depois não vou conseguir
dizer nada...
a minha alma parece um deserto...
parece que alguém abriu um buraco negro e sugou tudo o que
eu sentia e recordava.
será que algum dia serão possíveis transplantes de alma?
eu gostaria de ter a alma de uma criança
inocente...pura...sem mal e sem nenhuma preocupação que não
fosse brincar e sorrir...
o bi diz que tenho 18 anos...
mas a minha alma já deve andar nos 100...
isto não é vida.
apetece-me chorar.


Ad:2